Luz & Cena
LOGIN e-mail
senha
esqueceu sua senha? Clique aqui para se
cadastrar na M&T As novidades da L&C em seu computador
gravar senha

Edição #152
março de 2012
Índice da Edição 152
Casa Noturna
Capa
Operação de Vídeo
Iluminando
Final Cut
Vídeoclipe
Editorial
Direção de Fotografia
Destaque
Holofote
Galeria

Cadastre seu e-mail e
receba nossa Newsletter
As novidades da L&C em seu computador
Holofote: Altayr Derossi
por Bruno Bauzer 11/03/2012
foto: Divulgação
Fotógrafo há 23 anos e há 15 professor universitário, Altayr Montan Derossi, além de dar aulas, é dono de um ateliê e ainda encontra tempo para coordenar projetos sociais. "Sou um profissional dedicado e apaixonado pelo que faço. Me considero um privilegiado por poder trabalhar com fotografia, atividade que muita gente tem com hobby."

Sua vida profissional começou no bairro da Piedade, no Rio de Janeiro, onde fica um dos campi da Universidade Gama Filho. "Comecei como laboratorista fotográfico na Gama Filho em 1988. Nesse mesmo ano, passei a ser também fotógrafo da instituição", recorda. "Comecei meio que por acaso. Eu precisava trabalhar, tinha acabado de sair do quartel e meu vizinho me ofereceu a vaga no laboratório. Aceitei na hora, mas adiantei que eu não sabia nem colocar um filme na máquina. Depois de prometer me ensinar e de me mostrar o laboratório, ele me apresentou a algumas pessoas e, logo depois, na parte da tarde, avisou que estava saindo de férias e que voltaria em um mês", conta o fotógrafo, com bom humor.

"Perguntei a ele se havia mais alguma coisa pior do que isso. A resposta veio: em 15 dias começariam as aulas práticas de fotografia no laboratório - e quem dá a aula prática é o laboratorista. Pensei "já era...", mas graças a Deus deu tudo certo! Quando meu chefe voltou das férias, eu já tinha feito mais de dez filmes de 36 poses e ampliado mais de 200 fotos."

No início da carreira, Altayr fazia cobertura de eventos e trabalhava como freelancer para pequenos jornais e revistas. "Eu fotografava muita paisagem. É o que gosto de fazer até hoje. No início, fotografava muito casamento e festa de 15 anos. Depois de algum tempo, passei a trabalhar em estúdio, principalmente fotografando modelos."

Seu último trabalho foi na Taça das Favelas, campeonato de futebol que reuniu jovens de diversas comunidades carentes do Rio de Janeiro, e desse trabalho pretende editar um livro composto apenas por fotografias. Já como coordenador e professor, o projeto Foco no Futuro, que ensina técnicas de fotografia para geração de renda a moradores da comunidade Nova Brasília, no Complexo Alemão, Rio de Janeiro, é o que mais se destaca. "É um dos trabalhos mais importantes que já realizei. Já formei cerca de 120 fotógrafos e 30 deles já estão trabalhando na área", revela, orgulhoso.

Além de ensinar técnicas de fotografia e tratamento de imagem com Photoshop, o projeto tem outros diferenciais relevantes. O principal é a criação de uma cooperativa que, já na ativa, fornece, na forma de empréstimo, equipamentos para os ex-alunos fazerem seus primeiros trabalhos profissionais remunerados.
Pós-graduado em Docência do Ensino Superior pela Fabes, graduado em Jornalismo pela Universidade Gama Filho, formado em fotografia pelo Senac e mestre em Ensino de Ciências da Saúde e do Ambiente pelo Centro Universitário Plinio Leite, em Niterói, Altayr, além de professor na Universidade Veiga de Almeida, também dá aulas na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e se dedica, segundo ele, cada vez mais, à sua escola de fotografia. O profissional conta que o projeto é a realização de um sonho, e que é nele que vem apostando todas as suas fichas.
"O Derossi Ateliê de Fotografia oferece cursos e serviços fotográficos que possibilitam um contato diferenciado com a fotografia. Nosso principal objetivo é trabalhar com fotografia e vídeo de forma profissional, investindo na cultura, informação e capacitação de iniciantes na indústria fotográfica. Para tal, trabalhamos com profissionais experientes, que atuam em grandes empresas nas áreas de fotografia e vídeo", conclui.
 
Metodologia de trabalho: Como fotógrafo, analiso a pauta com cuidado e discuto com o cliente como ele imagina o trabalho. Chego bem cedo ao local para verificar luz, espaço e tudo o que é necessário para uma boa foto. Checar os equipamentos antes de qualquer trabalho também é fundamental, pois um descuido pode fazer com que todo o material seja perdido.

Principais influências: Dante Gastaldone, meu professor na faculdade. Foi com ele que aprendi os primeiros passos na fotografia. Dentro do fotojornalismo, gosto muito do Luiz Alvarenga, do jornal Extra, aqui do Rio de Janeiro. Gosto também do Sebastião Salgado e do Cartier-Bresson.

Projeto especial que já realizou: A minha escola de fotografia, onde realizo trabalhos baseados na minha própria visão e que serve como base de divulgação da fotografia, principalmente na zona norte do Rio de Janeiro

Câmera: Trabalho com Nikon. Tenho analógica FM10 e digital D5100, D3000 e D40.

Lentes: 18-55mm, 18-135mm e 200mm, da Nikon

Software de edição: Photoshop

Sonho profissional: Tornar a minha escola de fotografia mais conhecida, entrar no doutorado em Comunicação e continuar desenvolvendo projetos nas comunidades, oferecendo uma melhor qualidade de vida para aqueles jovens.

Dicas para quem começa: Primeiro, ter amor pelo que você faz torna tudo mais fácil. Outros pontos: leia muito, pois a leitura é fundamental para um futuro fotógrafo brilhante. E antes de fazer a foto, "fotografe" sem máquina, imaginando, primeiro, a imagem que você quer captar. No mais, não busque quantidade, mas, sim, qualidade. Com a fotografia digital, a facilidade de se fazer 500 ou 1.000 fotos por ensaio é muito grande, mas o resultado não é, necessariamente, sinônimo de trabalho feito com qualidade. Pense nisso e boa sorte!
Versão para impressão de
“ Edição #152:  Holofote” Envie este artigo
para um amigo

 ARTIGOS RELACIONADOS - HOLOFOTE
Camilo Bonfanti (Edição #103 - 14/02/2008)
Alonso Patyeze (Edição #142 - 02/06/2011)
Luelí Antunes (Edição #126 - 14/01/2010)
Lu Grecco (Edição #155 - 24/06/2012)
Leandro Santiago (Edição #100 - 21/11/2007)
Luz & Cena © Copyright 2000 / 2018 - Todos os direitos reservados | Política de Privacidade
Est. Jacarepaguá, 7655 salas 704/705 - Rio de Janeiro - RJ CEP: 22753-900 - Telefone: 21 2436-1825