Luz & Cena
LOGIN e-mail
senha
esqueceu sua senha? Clique aqui para se
cadastrar na M&T As novidades da L&C em seu computador
gravar senha

Edição #147
outubro de 2011
Índice da Edição 147
Destaque
Galeria
Final Cut
Direção de Fotografia
Pergunte ao Oz
Em Foco
Produtos

Cadastre seu e-mail e
receba nossa Newsletter
As novidades da L&C em seu computador
Evento: Expomusic 2011
Grandes marcas se reúnem em evento realizado em São Paulo
por Rodrigo Sabatinelli 19/10/2011
foto: Equipe AM&T
São Paulo, 21 de setembro de 2011. O Expo Center Norte abriu seus portões para sediar a 28ª Expomusic, maior feira de negócios em áudio, instrumentos musicais e iluminação profissional da América Latina, que, durante cinco dias, foi visitada por cerca de 45 mil pessoas.

Como de costume, marcaram presença no evento as mais importantes empresas do setor, dentre elas Decomac, ProShows, Telem, MR Light e Star Iluminação, que, juntas, mostraram ao público suas mais recentes novidades.

PÚBLICO REENCONTRA FABRICANTES E DISTRIBUIDORES

A Star Iluminação, de Eduardo e Harley Orenes, chegou à Expomusic com dois estandes, sendo um deles totalmente dedicado à iluminação arquitetural, uma novidade da empresa paulista. "Há um ano, temos dedicado parte de nosso tempo à criação de produtos para essa linha [arquitetural]. Neste período, já criamos spots, ribaltas e clusters de LED controlados por DMX", disse Eduardo.

Alguns destes produtos, ainda de acordo com o executivo, já estão sendo utilizados em projetos realizados pela própria empresa, que atualmente conta com uma equipe especializada em arquitetura de interiores e exteriores. "Recentemente, fizemos toda a decoração da Marriah Dinning Club, casa noturna de Belo Horizonte. Da fachada à pista de dança", comemorou ele.

Apesar do sucesso conquistado no ramo da arquitetura, a Star não deixou de produzir equipamentos para a linha de shows, até então seu foco principal, e de representar marcas como a Osram, fabricante de lâmpadas especiais. Dentre as novidades da fábrica, Eduardo fez questão de destacar a Strip LED, uma barra de LED com quatro clusters RGBW, e os spots de LED alimentados por bateria e wireless DMX que podem ser usados em festas e eventos em geral. Sobre a "representada", o executivo citou a linha EMH de lâmpadas de longa durabilidade e alta temperatura de cor.

No estande da ProShows, distribuidora de marcas como Martin, Avolites, PLS, Pro LED e Stage Maker, as novidades também não foram poucas. De acordo com Roger Santos, gerente comercial da empresa, foram apresentados ao público a nova versão do software Titan, da Avolites; o moving head Beam Xperior 700A, da Acme; o MAC 101, da Martin; os painéis 3.1 indoor, da Pro LED, e os novos sistemas de talhas elétricas da StageMaker, SM5 e SM10, além, claro, de "velhos conhecidos", como a Avolites Tiger Touch.

"No entanto", disse Roger, "nosso principal destaque foi o PR5 Black, um painel que contribui bastante para a composição cênica de shows e espetáculos em geral. Quando ligado, mostra grande qualidade de resolução de imagem. Desligado, atua como uma verdadeira 'lâmina' preta, não refletindo as luzes dos movings".

Na Decomac, Menga Cruz, da divisão de iluminação da empresa, demonstrou diversos produtos. O Neo-2500 Beam, um moving CMY da American Pro, com lâmpadas de 1500 watts, que, segundo ele, "tem potência maior do que os demais e é o único beam do mercado que tem foco", foi um deles.

Ainda na linha de movings, Menga apresentou o Neo-800 LED, "um wash com 30 LEDs de 10 watts RGBW e zoom variável de 15 a 60 graus", e o Mad Tec, "outro Wash de saída de oito graus, composto de 36 LEDs Cree RBG, de três watts". "Na linha de softwares, o destaque é o Byron, da Jands", completou, lembrando que a empresa também distribui os produtos da USA Liquids, fabricante de fluidos profissionais para efeitos especiais.

Na Telem, como de costume, outra "enxurrada" de produtos. Luciano Marques, do departamento comercial da empresa, apresentou os projetores Barco RLMW6, de 6 mil ansilumens com chips DLP, e FLM HD20, de 20 mil ansilumens com três chips DLP; o servidor Hippotizer HD, com quatro saídas full HD, podendo ser usado para sessões de vídeo mapping, entre outras aplicações, e o painel de LED Barco TF16, com espaçamento entre pixels de 16 mm.
No mesmo estande, Marcelo Augusto, que também faz parte do departamento de vendas da empresa, mostrava ao público toda a linha de produtos HighEnd Systems, usados em turnês de artistas como Madonna, Foo Fighters e Lady Gaga, entre outros. "O destaque da linha fica por conta do Show Gun, um moving de 2.500 watts, único no mercado, e do Techno Spot, o moving 575 que a marca acabou de lançar", disse ele, também apontando as estruturas da Feeling como destaque do espaço.

A novidade que a MR Light levou para a Expomusic vai beneficiar os lojistas/consumidores dos produtos da empresa. Trata-se do Show Mix, software que elimina a necessidade de vendedores utilizarem uma mesa DMX para efetuar suas vendas. Projetado nos laboratórios da própria empresa, o Show Mix é totalmente intuitivo e de fácil operação. Com ele, a partir de simples toques em sua plataforma, o vendedor aciona diversos aparelhos, permitindo, rapidamente, que o cliente aprecie suas características e funções.

Oferecido gratuitamente aos parceiros da MR Light, o programa é acompanhado por uma interface DMX. Com isso, os lojistas terão de arcar somente com os custos básicos para o uso da ferramenta: a aquisição de cabos e, claro, de uma plataforma.

Na DJ Tech, de Marcelo Benegas, o destaque ficou por conta dos produtos à base de LED da RockBit, que, segundo o próprio diretor comercial, segmentou sua linha, voltando-se para painéis, lâmpadas PAR e ribaltas, entre outros. "A fabricação de painéis que vão de 6 mm a 37,5 mm comprova essa segmentação", disse ele.

Na Somtec, Giovanni Bessa mostrou diversas novidades, dentre elas o Beam 180, que, em suas palavras, "é um moving head de baixo custo, porém ágil, pequeno e dinâmico", além de ribaltas e lâmpadas PAR à base de LED e mesas DMX. Já na Penn Elcom os destaques foram o sistema de controle de talhas elétricas e o sistema wireless DMX como controle digital de motores.

Também especializada em LED, a LedWave, de Orlando Custódio, foi dona do maior painel visto em toda a Expomusic. Com um "paredão" de 9 m x 5 m, composto de 35 módulos, a empresa chamava a tenção de quem passava perto de seu estande. "Estamos com diversos modelos, como o P10 Indoor SMD e o P12 Outdoor Full Color RGB, entre outros", comemorou Orlando.

Entre um cliente e outro, ele também destacou que a LedWave tem desenvolvido uma série de projetos customizados, como, por exemplo, a reforma das fachadas das lojas Dufry, que passaram de inanimadas a interativas. "Esse é, sem dúvida, o nosso case de maior sucesso. Afinal de contas, toda a comunicação da marca vem sendo feita por meio de nossos painéis", contou.

Na Alutent, de Marcio Reis, o de sempre: um sem número de estruturas de 250 mm, 300 mm, box truss e plataformas. Neste ano, a empresa de Pindamonhangaba, interior de São Paulo, repetiu o sucesso de negócios obtido em 2010, quando chegou à feira com uma house mix de fabricação própria. Dessa vez, a vedete foi o piso para palco, disponível em alumínio ou aço.

Já na Equipo, de Everton Waldman, os estaques ficaram por conta dos produtos Chauvet, como os moving heads Wash Q, com dez canais DMX 512, e !-250, com 13 canais DMX, o projetor LED Wash Colorado 1, com três ou nove canais DMX 512, e as lâmpadas PAR Slim PAR Pro RGBA, entre outros.

Na CM do Brasil, o gerente comercial Marcelo Fortuna apresentou os motores elétricos LodeStar, de alta segurança. Dotados de sistemas de embreagem, que, segundo ele, "impedem operadores de içar mais peso que a estrutura pode suportar", estes motores vêm sendo utilizados pelas principais casas de shows do país e por locadoras de equipamentos como a internacional PRG e as nacionais LPL e Companhia da Luz.

Com estande semelhante ao utilizado no ano passado, a Vila da Luz, de Nelson Vianna, participou pela segunda vez da Expomusic e demonstrou produtos como o moving light Club 60, da Electra Light, e os movings Spot e Beam 300, da Holle. De acordo com o executivo, estar na feira foi, mais uma vez, a oportunidade de rever clientes e, claro, conquistar novos parceiros comerciais.

"Esse foi o nosso intuito. Para isso, novamente investimos em um estande bacana, um ponto de encontro legal, onde recebemos as pessoas confortavelmente. Quem esteve aqui conosco pôde falar sobre produtos como os moving lights DTS e Acme e as mesas Tiger Touch, da Avolites", disse.

A CineShop, de Paulo Basso, levou para a Expomusic os mesmos produtos que apresentou na Lighting Week Brasil, dentre eles os conectores Marinco e toda a linha de marcas como Eletro Terrível e Lee Filters, outras distribuídas pela empresa.

Conhecida por representar grandes marcas no segmento de áudio profissional, a AMI Music, de Octavio Brito, esteve na Expomusic com dois interessantes produtos na linha de iluminação, uma máquina de fumaça e um aparelho que é um mix de moving head com painel de LED.

"NOVATAS" COMEMORAM PARTICIPAÇÃO

A história da Expomusic se confunde com a de diversas empresas, muitas delas presentes na feira desde suas primeiras edições. Por outro lado, são sempre muito aguardadas as chegadas de empresas estreantes. A Magma Brasil, que, anteriormente, participou da feira dividindo estande com a Alutent, teve, pela primeira vez, seu próprio espaço. E, de acordo com seu diretor comercial, Divino Zil, a "independência" conquistada valeu a pena.

"Neste ano, nosso principal produto, o Jarag nacional, obteve um grande sucesso em termos de divulgação e, claro, comercialização. Isso nos encorajou a estar aqui em um espaço só nosso", disse. "Além disso, temos uma ampla linha de produtos, com estrobos e máquinas de fumaça, que gostaríamos de apresentar."

Empresa de estruturas metálicas situada em Belo Horizonte, Minas Gerais, a Auratec também estreou na Expomusic neste ano. E, de acordo com seu diretor comercial, Petrônio Santos, todo o esforço valeu a pena. "Tentamos vir para cá no ano passado, mas, infelizmente, não conseguimos alugar o espaço. Agora, finalmente, tivemos essa oportunidade e, melhor que isso, soubemos aproveitá-la muito bem", disse ele, referindo-se ao retorno que sua empresa teve durante a feira.

O objetivo da Auratec, que, segundo Petrônio, cresceu cerca de 400% somente em 2010, é chegar a 2014 como líder do segmento. Para isso, a empresa vem investindo pesado em tecnologia e mão de obra especializada. "Temos aqui na feira produtos que atendem do pequeno investidor ao grande locador. Todos desenvolvidos em nossa fábrica", disse. "Nossa linha Q30 é mais leve que a de nossos concorrentes e suporta maior capacidade de carga", garantiu.

Apesar de existir há 30 anos, a Starlux, de Daniel Mroz, também estreou na Expomusic neste ano. Em sua primeira participação, a empresa especializada em lasers e equipamentos à base de LED levou para a feira, dentre outros produtos, os painéis de 7 mm de distanciamento entre pixels, os lasers de 300 miliwatts e os painéis de 25 mm. O resultado, segundo Daniel, foi satisfatório. "Voltaremos ano que vem!", comemorou.

 

 
Versão para impressão de
“ Edição #147:  Evento” Envie este artigo
para um amigo

 ARTIGOS RELACIONADOS - EVENTO
Terreiro D'Yesu (Edição #115 - 10/02/2009)
V Jogos Mundiais Militares (Edição #145 - 18/08/2011)
Festa do Peão de Americana (Edição #121 - 13/08/2009)
Natal Luz de Gramado (Edição #113 - 16/12/2008)
Dez anos de Meus Prêmios Nick (Edição #124 - 06/11/2009)
Luz & Cena © Copyright 2000 / 2020 - Todos os direitos reservados | Política de Privacidade
Est. Jacarepaguá, 7655 salas 704/705 - Rio de Janeiro - RJ CEP: 22753-900 - Telefone: 21 2436-1825