Luz & Cena
LOGIN e-mail
senha
esqueceu sua senha? Clique aqui para se
cadastrar na M&T As novidades da L&C em seu computador
gravar senha

Edição #120
julho de 2009
Índice da Edição 120
Editorial
Destaque
Produtos
em Foco
Holofote
Pergunte ao oz
Galeria

Cadastre seu e-mail e
receba nossa Newsletter
As novidades da L&C em seu computador
Editorial: Uma estrela se apaga
por Tatiana Queiroz 06/07/2009
Escrevo este editorial após saber da morte repentina de Michael Jackson. Indiscutivelmente, uma grande perda, por mais que ele não estivesse no auge de sua forma, por mais que, nos últimos anos, o que o fez ganhar as páginas dos jornais não tenha relação com o seu talento. A música de Jacko está acima de tudo: das extravagâncias; especulações de falência; acusações de molestar sexualmente crianças; do fato de esconder os rostos dos filhos com máscaras...

Para muitos que trabalham com música, dança, cenário, figurino ou vídeo, Jackson foi uma inspiração, um divisor de águas. Quando Madonna, outro grande ícone pop, surgiu, ele já estava na ativa faz tempo!

Jacko saiu de cena prestes a dar a volta por cima com uma série de shows no O2 Arena, em Londres, que o devolveria ao palco, e provaria, como se fosse preciso, que ele ainda era e sempre será um dos artistas mais completos que passaram pela Terra.

E, agora, só nos resta imaginar como seriam o figurino, cenário e iluminação das apresentações que estavam por vir. Será que teriam vários painéis de LEDs, como o show do Bruno & Marrone, capa da edição deste mês? Como seria a luz criada por Patrick Woodroffe para o grande retorno do rei do pop? Será que ele usaria refletores de LEDs, como fez o seu amigo brasileiro, Césio Lima, no DVD Acústico do Detonautas?

O que se sabe é que seria um grandioso espetáculo, com direito a ilusões óticas e um figurino com mais de 300 mil cristais Swarovski. Os cristais empregados na roupa do cantor foram escolhidos a dedo - as pedras são em 53 formatos diferentes, 40 tamanhos e 27 cores. Coisa de rei. Segundo o diretor criativo da turnê de Jackson, Kenny Ortega, o figurino demonstraria que esta nova turnê simbolizaria a união entre cenografia e arte. Uma pena Jacko não estar vivo para protagonizar mais uma megaprodução.

Você pode não saber ao certo como seria a volta do astro aos palcos, mas vai saber nas próximas páginas como foi a estreia da nova turnê de Bruno & Marrone; a gravação do DVD do Detonautas; a passagem do fenômeno infanto-juvenil Jonas Brothers pelo Brasil e como é o inovador espaço Osram Light Studio.

Boa leitura!
Versão para impressão de
“ Edição #120:  Editorial” Envie este artigo
para um amigo

 ARTIGOS RELACIONADOS - EDITORIAL
Dupla de sucesso (Edição #99 - 17/10/2007)
De olhos bem abertos (Edição #93 - 11/04/2007)
Palco (Edição #106 - 19/05/2008)
Esquentando os tamborins (Edição #103 - 14/02/2008)
Luz social (Edição #160 - 20/11/2012)
Luz & Cena © Copyright 2000 / 2020 - Todos os direitos reservados | Política de Privacidade
Est. Jacarepaguá, 7655 salas 704/705 - Rio de Janeiro - RJ CEP: 22753-900 - Telefone: 21 2436-1825