Luz & Cena
LOGIN e-mail
senha
esqueceu sua senha? Clique aqui para se
cadastrar na M&T As novidades da L&C em seu computador
gravar senha

Edição #109
agosto de 2008
Índice da Edição 109
Editorial
Produtos
Destaque
EM Foco
Holofote
Capa
Pergunte AO OZ
Galeria

Cadastre seu e-mail e
receba nossa Newsletter
As novidades da L&C em seu computador
EDITORIAL: Pitadas e quilos de criatividade
por Elisa Menezes 22/08/2008
Difícil não sentir uma certa nostalgia - e algum estranhamento - ao saber de mais uma edição do Rock in Rio fora do Rio de Janeiro. Há boatos de que o superfestival voltará em breve ao Brasil, mais especificamente em São Paulo, mas enquanto os boatos não se concretizam, nos resta acompanhar as edições internacionais da festa. O que soava estranho se estabeleceu com força total e chega a sua terceira edição. O Rock in Rio Lisboa virou uma tradição, quem diria, portuguesa. Mas a grande novidade é que a festa mudou de idioma e este ano Madrid, capital espanhola, recebeu sua primeira edição de um Rock in Rio... Madrid.

Por trás da superestrutura, estão artistas brasileiros, como arquitetos e iluminadores, e equipes locais. Palcos futuristas, materiais inusitados, alta tecnologia e milhares de pessoas continuam sendo características marcantes da franquia Rock in Rio que, por isso mesmo, volta a estampar a capa de L&C.

Não apenas em megaespetáculos é possível ser criativo e diferente. Prova disso é o show minimalista de Fernanda Takai, no qual a líder do Pato Fu faz sua estréia solo interpretando canções que foram marcantes na voz de Nara Leão. Iluminador e cenógrafo chegaram a uma beleza delicada com um cenário compacto, de montagem simples e um rider reduzido.

Mas idéias sobre cenografia, iluminação e cenotecnia foram apresentadas no VI Fórum Internacional de Cenografia, Iluminação e Arquitetura Teatral, realizado em São Paulo, como parte das comemorações dos 10 anos do Espaço Cenográfico. O tema dessa edição do Fórum foi Não existe arte sem tecnologia, uma afirmação que dá pano pra manga, sem dúvida, e que lembra a reportagem feita pelo Rodrigo Sabatinelli sobre os bastidores do videoclipe Alice. Filmado em película, com dois diretores, o clipe que marca a estréia da cantora Jullie recebeu efeitos especiais e ilustrações na pós-produção digital. Duas tecnologias distintas que cada vez mais caminham juntas.

Boa leitura!

 
Versão para impressão de
“ Edição #109:  EDITORIAL” Envie este artigo
para um amigo

 ARTIGOS RELACIONADOS - EDITORIAL
Gente que faz (Edição #138 - 12/01/2011)
Virando a página (Edição #84 - 19/07/2007)
Não se fazem mais crianças como antigamente (Edição #95 - 14/06/2007)
Até logo (Edição #115 - 10/02/2009)
Cara(s) nova(s) (Edição #132 - 14/07/2010)
Luz & Cena © Copyright 2000 / 2020 - Todos os direitos reservados | Política de Privacidade
Est. Jacarepaguá, 7655 salas 704/705 - Rio de Janeiro - RJ CEP: 22753-900 - Telefone: 21 2436-1825