Luz & Cena
LOGIN e-mail
senha
esqueceu sua senha? Clique aqui para se
cadastrar na M&T As novidades da L&C em seu computador
gravar senha

Edição #113
dezembro de 2008
Índice da Edição 113
Editorial
Produtos
Destaque
EM Foco
Holofote
Pergunte AO OZ
Galeria

Cadastre seu e-mail e
receba nossa Newsletter
As novidades da L&C em seu computador
PERGUNTE AO OZ: MOVING SUTRA
Sem ilustrações
por Osvaldo Perrenoud 16/12/2008
Kama Sutra é um tratado inteiro descrevendo o comportamento sexual, escrito na Índia por Vatsyayana, contendo várias ilustrações elucidativas. Mal comparando; pendurar movings de qualquer forma é prá f... Pior é colocar errado e depois ter que mudar de posição.

Um amigo me contou uma história interessante:

"Comprei dois dos primeiros Intellabeams aqui no Brasil, vieram com um Controle Universal (lembram?), montamos de contraluz, mas nem eu nem meu técnico tínhamos a menor idéia de como inverter o pan de um dos dois para que cruzassem no palco. Quebramos a cabeça e nada. A solução tupiniquim foi virar um dos dois de cabeça para baixo e pronto, para aquele show funcionou."

Bela solução! Era uma época de descobertas, mas isto foi em 1900, quando eu era magro. De lá para cá muita água passou por debaixo da ponte.

Esta coluna é uma tentativa de difundir uma lógica para a colocação de movings heads (MH) e instigar o pensamento.

Antes de mais nada é preciso padronizar os MH com a configuração default (padrão inicial), como vieram de fábrica, para que possamos partir de um ponto comum. Zere tudo. Comece do início. Parta do princípio.

Sobre o ângulo de giro: um círculo completo possui 360º, o padrão é configurar em 540º para que a cabeça possa girar 90º a mais para cada lado do círculo. Não mude para outro valor; 630º, por exemplo, senão quando executar um locate fixture o MH vai parar virado 45º para um dos lados. Então você vai ter que dar uma "giradinha" e gravar um preset focus e coisa e tal. Em uma Avolites Pearl, para que isto não aconteça, podemos alterar os parâmetros da personalidade do moving.

Falando em personalidade eis aqui um programinha legal para baixar, o R20 Personality Builder, http://www.albadalejo.com/raul/software/R20PB.zip, com ele você poder criar seus próprios arquivos para a Pérola e entender um pouco mais sobre personalities.

A segunda tarefa é conhecer o que são pan e tilt:

PAN - vem de panorâmica, movimento paralelo ao horizonte.

TILT - é o movimento vertical, de baixo para cima ou vice-versa baseado ainda no horizonte. Por exemplo, tilting window é uma janela basculante.

Os MH devem ser colocados para que quando se mova o pan ele faça um movimento lateral e quando se modifique os valores do tilt faça um movimento vertical em relação ao observador na mesa de luz. É isso.
Ligue o moving e deixe o mesmo com o tilt paralelo à mesa de luz.

Atenção senhores fabricantes de garras, garras C e algemas, se vocês fabricarem garras que só possibilitem uma posição em alguns tipos de MH, adeus lógica...

Voltando ao moving sutra vamos analisar as posições em um palco.

Aéreo: papai e mamãe.

Na contraluz ou na frente: abaixo da estrutura, acima da estrutura ou no piso:

- Coloque o MH paralelo à mesa de luz. Este paralelo significa que ao fazermos um tilt a luz fará um movimento de cima para baixo ou vice-versa, sempre em relação ao observador.
- Se colocar com a lente voltada para o centro do palco, o tilt fará o movimento para fora e para dentro do palco. Frango assado...

Na lateral do palco - abaixo da estrutura, acima da estrutura ou no piso:

- melhor posicionar os MH virados para a mesa de luz, como na contraluz, mas para isto a estrutura deve permitir tal configuração.

Na contraluz ou na frente - na face da estrutura:

- colocar com a lente voltada para a mesa, o pan e tilt ficarão certos.

Na lateral do palco - na face da estrutura: posições complexas, para os amantes da arte.
 
- colocar com a lente voltada para o centro do palco, o tilt fará o movimento para fora e para dentro do palco.
- virado 90 º: quando alterarmos o tilt o moving vai girar para a mesa de luz ou para o fundo do palco e o pan para cima e para baixo.

Estruturas de sustentação, bases:

Na face frontal da estrutura:

- colocar com a lente voltada para a mesa, o pan e tilt ficarão certos

Na face lateral da estrutura:

- os resultados serão os mesmos que para a lateral do palco na face da estrutura.

A Pérola tem um recurso para amenizar a situação desta montagem de lado, o Swap Pan and Tilt. Ao executarmos o mesmo em um MH selecionado alternamos as funções de controle para pan e tilt das rodas, a que controlava pan passa a alterar o tilt e vice-versa.

Os movings nem sempre possuem o display (mostrador) na mesma posição em relação ao ponto inicial da cabeça. Você deve conhecer bem os que costuma usar (coloque uma marcação discreta: este lado para frente. Faça um teste antes de colocar aqueles que desconhece, bem melhor do que subir na escada e trocar lá em cima o MH de posição, se bem que tem gente que gosta de malabarismo.

Que assuntos você gostaria de ler na coluna? Envie suas sugestões e dúvidas para oz@luzecena.com.br . Seu e-mail poderá ser publicado na revista.

Osvaldo Perrenoud é iluminador. Veja um pouco de seu trabalho em www.desenhosdeluz.com.br
Versão para impressão de
“ Edição #113:  PERGUNTE AO OZ” Envie este artigo
para um amigo
Luz & Cena © Copyright 2000 / 2022 - Todos os direitos reservados | Política de Privacidade
Est. Jacarepaguá, 7655 salas 704/705 - Rio de Janeiro - RJ CEP: 22753-900 - Telefone: 21 2436-1825