Luz & Cena
LOGIN e-mail
senha
esqueceu sua senha? Clique aqui para se
cadastrar na M&T As novidades da L&C em seu computador
gravar senha

Edição #124
novembro de 2009
Índice da Edição 124
Editorial
em Foco
Destaque
Produtos
Pergunte AO OZ

Cadastre seu e-mail e
receba nossa Newsletter
As novidades da L&C em seu computador
Galeria: Um trágico acidente
por Nadia Luciani 06/11/2009
A luz do espetáculo Um trágico acidente - escrita por Carlos Queiroz Telles e dirigida por George Sada -  teve base numa nova estética, descoberta no desenvolvimento dos meus últimos projetos de iluminação, inspirada pela luz cotidiana que nos ilumina e ilumina os ambientes de trabalho, lazer e outras atividades, nos quais as alterações e nuances climáticas estão mais ligadas à nossa emoção e percepção dos sentimentos e sensações de cada momento do que a efetivas diferenças e mudanças físicas da luz. Além disso, quando nos deslocamos fisicamente, a mudança de luz não se dá nos ambientes ou na forma como eles são ou estão iluminados pela luz emitida por fontes luminosas, mas na luz que incide sobre os objetos, sobre elementos decorativos, sobre as pessoas em movimento.

Dessa forma, a luz de Um trágico acidente apresentou a característica de iluminar os ambientes de forma fixa, com uma dinâmica mais estática, na qual as diferenças de intensidade, cor e ângulo se davam principalmente pela movimentação e marcação das cenas sob os efeitos assimétricos e multitonais de cada luz. Uma geral, por exemplo, trazia diferentes tons de uma mesma cor e o posicionamento dos refletores apresentava angulações de incidência das luzes variáveis e descentralizadas.

Em consequência dessa concepção, a operação da luz foi menos forçada e o resultado mais parecido com o que temos na luz ambiente de nosso dia a dia, mesmo considerando o clima surreal de algumas cenas. Assim, as constantes mudanças de luz e os diferentes climas aconteciam sem que houvesse necessariamente movimentos na operação da luz. Paralelamente, a evolução cromática da luz do espetáculo acompanhava as transformações do cenário, figurino e dramatização dos personagens e das cenas, com interpretações tonais e de luminosidade correspondentes a cada momento.

Nadia Luciani é iluminadora e professora de iluminação do departamento de Teatro da Faculdade de Artes do Paraná (Fap).
Versão para impressão de
“ Edição #124:  Galeria” Envie este artigo
para um amigo

 ARTIGOS RELACIONADOS - GALERIA
A bEla da tarde (Edição #136 - 22/11/2010)
Cidade de papel e luz (Edição #109 - 22/08/2008)
Luz de outro mundo (Edição #108 - 09/07/2008)
O tenebrismo de Caravaggio (Edição #95 - 14/06/2007)
Arte plena (Edição #115 - 10/02/2009)
Luz & Cena © Copyright 2000 / 2021 - Todos os direitos reservados | Política de Privacidade
Est. Jacarepaguá, 7655 salas 704/705 - Rio de Janeiro - RJ CEP: 22753-900 - Telefone: 21 2436-1825