Luz & Cena
LOGIN e-mail
senha
esqueceu sua senha? Clique aqui para se
cadastrar na M&T As novidades da L&C em seu computador
gravar senha

Edição #154
maio de 2012
Índice da Edição 154
Destaque
Galeria
Iluminando
Final Cut
Produtos
Em Foco
Editorial

Cadastre seu e-mail e
receba nossa Newsletter
As novidades da L&C em seu computador
Direção de Fotografia: Câmeras Profissionais
Primeiros Ajustes (Parte 4)
por Léo Miranda 24/06/2012
Para fechar este ciclo de artigos sobre os primeiros ajustes em câmeras profissionais, iremos ver, nesta edição, onde e como funcionam as funções VTR, gain, output e white balance (console lateral) e shutter, white balance e black balance (parte frontal inferior esquerda).

Reintero que estes botões aqui apresentados estão dispostos na HDW da Sony. Outros modelos da Sony e de outras marcas, como a Panasonic, contam com as mesmas funções, mas em posições possivelmente diferentes.

Achando estas funções, seja em console e botão externo ou no menu interno das câmeras, vejamos o que cada uma representa.



VTR

Chaveamento simples com duas opções:

 STBY ou Stand By - coloca o VT em espera de gravação, quando pressionado o botão REC ele começa a gravar o mais rápido possível.

 SAVE - coloca o VT em modo de economia de energia, fazendo com que haja um pequeno atraso no início da gravação quando o REC é pressionado, sendo que o consumo de energia é muito menor do que no STBY e a vida da bateria é estendida. Este recurso é indicado no viewfinder em LED.

GAIN

Este chaveamento seleciona o ganho pré-configurado no menu interno da câmera. Ganho é um aumento eletrônico de sinal. Amplificando ao trocá-lo possibilita aumentar eletronicamente a quantidade de luz durante o processo de gravação em modo rápido.

 L - Significa Low, normalmente configurado em 0, ou seja, sem ação.

 M - Significa Medium. Configuração de fábrica é 6 dB, que pode ser alterada no menu de acordo com a sua preferência.

 H - Significa High. Configuração de fábrica é 12 dB, que também poder ser alterada no menu interno.

Ao mudar o chaveamento, a alteração fica disponível no Viewfinder por três segundos, com a indicação do "dB" selecionado.

Obs.: Devemos saber que gain, ou ganho, é um recurso eletrônico. Ao utilizá-lo, adicionamos ruído à imagem. Sua utilização deve ocorrer em situações em que não temos como adicionar iluminação ao objeto ou sujeito. Normalmente, é utilizado em produções jornalísticas.

OUTPUT

Chaveamento um pouco mais complexo, pois tem duas funções em uma: o Output Signal (Sinal de Saída) e o DCC-Dynamic Contrast Control (Controle Dinâmico de Contraste). Este chaveamento muda o sinal de saída para o VTR, viewfinder e monitor entre o sinal de Color Bar e a saída da câmera.

FUNÇÃO OUTPUT OU SINAL DE SAÍDA

Seleciona a saída de vídeo que desejamos. Elas são duas:

 BARS - Seleciona o sinal de Color Bar (barra de cores). O DCC é desligado automaticamente.

 CAM - Seleciona o sinal da câmera. Também possibilita a utilização do DCC a partir dele, podendo ser colocado em modo on/off.

FUNÇÃO DCC (CONTROLE DINÂMICO DE CONTRASTE)

Também chamado de Knee Automático. Diante de um fundo com altas luzes e a íris aberta (exposta) para o sujeito ou assunto, os objetos que estão no fundo serão perdidos no glare. A função DCC comprime esta intensidade das altas luzes e restaura boa parte dos detalhes perdidos, sendo efetiva em cada caso particular a seguir:

 Gravando um sujeito ou assunto com o céu claro de fundo.
 Gravando um sujeito ou assunto no interior com o fundo de uma área exterior (porta, janela etc.)
 Qualquer tipo de cena em alto contraste.



WHITE BAL

Abreviação de White Balance (white balance memory - memória do balaço do branco). Abaixo, chaveamento que determina sua fonte de configurações.

 PRST (preset) - Ajusta a temperatura de cor correspondente à posição do filtro selecionado A (5600 K), B (3200 K), C (4300 K) ou D (6300 K). Escolha o preset quando não tiver tempo para o ajuste do White Balance.

 A ou B - Quando o AUTO W/B BAL é pressionado para WHT, o balaço do branco é automaticamente ajustado de acordo com o posicionamento do filtro selecionado e o valor é gravado na memória chaveada A ou B (existem duas memórias para cada filtro CC - A, B, C, D, sendo oito as possibilidades de armazenamento).

O funcionamento se dá da seguinte maneira:

Depois de bater o branco em WHT com o filtro CC em B em estúdio, com luzes 3200 K e o White Bal em A, fica armazenado o balanço de branco para o filtro CC-B na memória A. Se houver a necessidade de gravar algo em externa 5600 K e depois voltar para o estúdio, e nas mesmas condições em que o branco foi armazenado, é só chavear de volta o filtro para CC-B e o White Bal para A. Assim, a câmera busca automaticamente a memória de balanço que havia sido armazenada para estúdio 3200 K.





SHUTTER

Chaveamento do shutter eletrônico.

 ON - Shutter ligado.

 SEL - Possibilita a mudança da velocidade do shutter ou o modo de configuração abrangente a partir da pré-configuração feita no menu.

Quando há qualquer ajuste ou alteração, será exibida a mesma por três segundos no viewfinder.

WHT/BLK

Chaveamento de ajuste do branco ou do preto. Para se obter o funcionamento desta chave, deve-se levantar ou abaixar e ficar segurando por cerca de três segundos até que haja a resposta no viewfinder da entrada do ajuste.

 WTH - Ajuste automático do balanço do branco. Se o White Bal estiver chaveado para A ou B, este ajuste será armazenado na memória correspondente ao filtro CC.

 BLK - Ajuste automático do preto e balanço do preto.





Tomamos como exemplo esta, por conta da facilidade de visualização. Consulte o manual de cada câmera que for manusear, cheque onde estes botões se encontram e procure no menu, caso eles não estejam aparentes, pois o ajuste não muda e é necessário. O que muda, de acordo com o fabricante, é o posicionamento, que também pode ser diferente em distintos modelos da mesma empresa.

Na Luz & Cena de junho, mês do meu aniversário, veremos o que é a direção de fotografia e as funções do diretor de fotografia.

Boas imagens e até o mês que vem.

Léo Miranda é diretor de fotografia e lighting designer.
Há 19 anos atuando na área de iluminação, é especializado
em gravações externas e eventos, já dirigiu a fotografia de comerciais e programas de TV e também ministra treinamento técnico e operacional a grandes empresas
.

 
Versão para impressão de
“ Edição #154:  Direção de Fotografia” Envie este artigo
para um amigo

 ARTIGOS RELACIONADOS - DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA
Pontos de Iluminação e Direção da Luz (Edição #150 - 27/01/2012)
Harmonia (Edição #147 - 19/10/2011)
Câmeras Profissionais (Parte 2) (Edição #152 - 11/03/2012)
A Evolução dos Equipamentos (1ª parte) (Edição #162 - 19/01/2013)
Volume e Textura (Edição #149 - 16/12/2011)
Luz & Cena © Copyright 2000 / 2020 - Todos os direitos reservados | Política de Privacidade
Est. Jacarepaguá, 7655 salas 704/705 - Rio de Janeiro - RJ CEP: 22753-900 - Telefone: 21 2436-1825